Search

A elegância sinistra do Hard Rock da banda Masmorra


Escuridão, tristeza, loucura ou luxúria, birita e rock’n’roll. O jeitão sinistro de encarar um lugar onde, no passado, ficavam as prisões, em pisos inferiores, sujos e não iluminados, ganha um conceito de libertação nas poderosas letras, mãos e vozes dos músicos da banda paulistana de Hard Rock, Masmorra. Convidada desta edição do Programa Live on The Rocks, que vai ao ar nesta quarta-feira, 23 de maio, às 20h, com reprise na sexta, dia 25, às 21h, pela Rádio Web Stay Rock Brazil, a banda ficou refém dos apresentadores Adilson Oliveira, Renato Menez e Rogério Utrila.

Músicos experientes, prata do Rocks Studio (onde marcam presença nos ensaios semanais), a Masmorra conta com Ricardo Peres nos vocais, Ronaldo Martins e Frank Gasparotto nas guitarras, Airton Peres no baixo e Toni Estrela na bateria. Com fortes inspirações em bandas que estouraram nos anos 80, como Dr. Sin, Golpe de Estado, Barão Vermelho, entre outras, os caras alcançaram recentemente importantes conquistas, dentre elas o lançamento de seu EP de estreia, intitulado “Masmorra”, num show agitado no Espaço Som, em Pinheiros, zona oeste da capital. O EP também rendeu à banda a gravação do videoclipe da música "Não Quero Mais Sentir”, que já tem quase 6 mil visualizações no Youtube. Clique aqui e confira!

Amigos frequentadores das principais lojas de discos da Galeria do Rock, os músicos contam que logo tiveram a ideia de reunir suas experiências sonoras num novo trabalho autoral cheio de vigor com pegadas fortíssimas de Hard Rock, aquele som que os caras manjam e gostam de fazer.

Letras e músicas que inspiram

O vocalista Ricardo Peres chegou à formação com certa dúvida se conseguiria encarar o rock’n’roll cantado em português. Sem saber ao certo no que ia dar, ele aceitou o desafio: “Fui muito bem recebido, logo de cara tive o privilégio de apresentar para a banda dois sons meus, como um riff de 2006, e logo eles criaram o refrão, ficou muito bom, eu estou curtindo pra caramba”, vibra Ricardo. Dessa união de ideias surge a ainda inédita "Sexy Young Lady", uma das composições apresentadas pelo Masmorra durante o pocket show do Live on The Rocks, e é uma das que compõem o álbum da banda, cujo lançamento está previsto para o segundo semestre desse ano.

De acordo com o guitarrista Ronaldo, as ideias para composição das músicas partem, geralmente, de um riff que logo é compartilhado com os demais membros: “Rolamos muitas ideias durante as jams que fazemos nos ensaios, desenvolvemos essas ideias e a deixamos com a cara da Masmorra, nós abraçamos aquilo que é bom, e assim, todos acabam colaborando e contribuindo com a criação”.

Em suas composições, há letras inspiradoras que exploram temas como depressão, síndrome do pânico, superação e motivos mais festivos: “A gente quer falar alguma coisa, não queremos escrever um monte de palavras que vão apenas rimar com a melodia, queremos deixar uma mensagem que sirva para inspirar ou ajudar alguém”, observa Ronaldo.

Além do EP e do videoclipe, a banda Mamorra investe fortemente em formas de criar um relacionamento com quem os acompanha. Um bom exemplo disso é a balinha Masmorra, com quatro sabores, distribuídas aos fãs durante os shows.

Pedrão: muito mais que uma ótima sacada

Mas de cair o queixo mesmo foi a excelente sacada de criação da mascote da banda, o Pedrão, cujos traços são de crédito da Eduarts. Um corcunda com pinta de roqueiro, Pedrão é simpático, carismático e, até talvez sem intenção, muito lindo e fofinho. A mascote da Masmorra está em todos os lugares, em adesivos para carros, camisetas, na capa do EP, no papelzinho que embrulha a bala, chamando atenção e aguçando a curiosidade das pessoas, uma marca com 100% de aprovação dos músicos e dos fãs, que logo criam um laço de cumplicidade com a mascote.

“Além do som que fazemos, a figura do Pedrão ajuda a compor a identidade da banda, todo mundo que bate o olho no Pedrão sabe que se trata da banda Masmorra”, explica Frank. O baixista também revela que o nome da mascote presta uma homenagem da banda ao seu sogro, um jovem de 90 anos cheio de energia e vitalidade. Infelizmente, Pedro faleceu recentemente, mas não antes de conferir o show de estreia da Masmorra. “Ele era um velhinho muito gente boa, todos gostavam muito dele e essa foi uma forma de homenageá-lo em vida, ele ficou muito feliz em emprestar seu nome à mascote”, conta Frank.

Para a divulgação do trabalho da banda, os caras também não dispensam uma boa dose de profissionalismo. “Fizemos alguns shows-teste, dentre eles o de lançamento do EP no Espaço Som, e agora estamos agendando shows com muito cuidado, porque nosso foco é a produção do álbum, que vai ter somente músicas inéditas, ao todo, 8 ou 9 faixas”, revela Ronaldo. A Masmorra também acabou de assinar contrato com a Thunder Road Produções, empresa responsável por toda a parte de agendamento e gerenciamento de shows.

Novidade em cima de novidade, os músicos se preparam para a gravação de um novo videoclipe, dessa vez da música “Madrugadas”, que deve ficar pronto até o mês de outubro e promete o mesmo alto astral e irreverência encontrados na letra da música.

É claro, não há receita pronta para o sucesso. Mas um bom músico deve aprender a projetar sua carreira e entender, sobretudo, como funciona o mercado musical. Para os rapazes da Masmorra, o trato com os mecanismos das redes sociais tem sido decisivo para que a banda consiga alcançar os fãs: “Enquanto a galera não entender que hoje as gravadoras de chamam Facebook, que as lojas se chamam Youtube e as prateleiras de distribuição são o Spotify e as outras redes de streaming, seu trabalho não vai parar em lugar nenhum. Por isso, tentar fazer as coisas como se fazia há 30 anos, só leva ao fracasso e ao esquecimento”, enfatiza Ronaldo.

Para o guitarrista, tão importante quanto a apresentação de um material de qualidade, que as pessoas possam curtir e consumir, é manter uma fanpage atualizada e bem estabelecida, com respostas imediatas aos fãs. Para os músicos da banda, essa presença incisiva na internet é o que vai trazer público para os shows e garantir a existência da banda no mundo real.

Em tempo, se você ficou curioso para ver a banda Masmorra em ação e sentir toda essa energia positiva, saiba que no dia 1º de julho, a partir das 10h, a banda se apresenta em um festival a céu aberto, na Avenida Paulista, em frente ao Conjunto Nacional, ao lado de outras bandas de expressão do cenário underground.

Para saber mais sobre a banda Masmorra, acesse:

Facebook https://www.facebook.com/masmorrarock/

Youtube www.youtube.com/bandamasmorra

Mais uma do poeta Utrila

Colecionador inveterado de versos e poemas, Rogério Utrila também dedicou algumas palavras aos músicos da Masmorra, confira:

Meus brothers do Masmorra, fiquei satisfeito por curtirem a resenha que passei “MADRUGADAS” escrevendo sobre seu show, obrigado por “ACREDITAR EM MIM”, é muito bom saber que bandas de qualidades estão aparecendo, “NÃO QUERO MAIS” ouvir que o Rock morreu. Que as pessoas vejam com outra concepção que finalmente “TUDO FICOU PRA TRÁS”.

E se você está pensando em colher uma “DAMA DA NOITE” para presentear sua “SEX YOUNG LADY” em busca de um falso amor, “CAI FORA”, se liga que agora o bicho vai pegar no estúdio com três sonzeras que a banda vai detonar no Live In The Rocks.

#Masmorra

SIGA A STAY ROCK BRAZIL:

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon
  • Branca ícone do YouTube
  • White Flickr Icon
  • White Google+ Icon

© Todos os direitos reservados a Rádio Web Stay Rock Brazil