Search

Aerosmith: os 45 anos de “Toys in the Attic”

Updated: a day ago



O Aerosmith ainda estava procurando um álbum de sucesso em 1975. Seus dois primeiros LPs não chegaram ao Top 100, mas a junção de determinação , turnê implacável e um novo conjunto de músicas levaram a banda ao seu primeiro clássico verdadeiro, Toys in the Attic.

Gravado  durante o inverno de Nova York no Record Plant, o álbum foi lançado em 8 de abril de 1975 e alcançou o 11º lugar  nas paradas em setembro com a força dos singles “Sweet Emotion” e “Walk This Way”.


O Aerosmith era uma banda diferente quando começamos o terceiro álbum ”, lembrou o produtor Jack Douglas no livro de 1997 Walk This Way: The Aerosmith Autobiography. “Eles tocaram Get Your Wings na estrada há um ano e se tornaram melhores músicos. Toys in The Attic mostrou os riffs que os guitarristas Joe Perry e Brad Whitford trouxeram de volta da estrada para o próximo álbum. Os “brinquedos no sótão “ eram muito mais sofisticados do que as outras coisas que eles fizeram. “Também ajudou o fato da banda obter mais drogas de qualidade à medida que sua popularidade e renda aumentavam, principalmente com a “cocaína peruana “, de acordo com Perry, que construiu sua confiança e, no caso do baixista Tom Hamilton , foi usado “como energizador e esclarecedor de mentes”.


Em termos líricos, o vocalista Steven Tyler encontrou um novo approach, entregando-se à sua notória energia sexual e fascinações, acoplando-as a aspectos mais elementares, como o nome do LP. “Eu vim com o título por causa de seus significados óbvios e, como as pessoas pensavam que estávamos loucos, o que importava?” . Estes eram os brinquedos do Aerosmith no sótão … singular, sexy e psicodélico. Até hoje, há uma brincadeira entre os fãs mais antigos do Aerosmith sobre qual é o melhor álbum: Toys in the Attic,de 1975 ou  o Rocks ,de 1976. Segue, abaixo, o faixa a faixa do álbum.


“Toys in the Attic

Durante o período de gestação do álbum, o Aerosmith se reuniu em um celeiro convertido no Black Angus Studios em Ashland, Massachusetts, para aprofundar algumas idéias antes de ir para a Record Plant. Douglas estava procurando “um roqueiro de ponta-cabeça”, de acordo com Perry em seu livro de memórias de 2014, Rocks: My Life in and Out of Aerosmith. Ele imediatamente começou a tocar em uma Les Paul Junior de 1955 que ele havia recebido recentemente de seu amigo Johnny Thunders, do New York Dolls. A música surgiu “em questão de minutos”.

“Joe estava tocando um riff e comecei a gritar: ‘Brinquedos, brinquedos, brinquedos'”, disse Tyler. “Orgânico, imediato, infeccioso … incrível. Mais uma vez, os gêmeos tóxicos partem para o pôr do sol … desta vez, o pôr do sol do sótão. … Comecei a cantar e se encaixou como chocolate e manteiga de amendoim.


“Uncle Salty”

Tom Hamilton estabeleceu as bases para “Uncle Salty” na guitarra, dando ao baixista um de seus dois créditos de coautoria no álbum. “Ele vem com essas linhas de baixo escorregadias, viscosas e melodicamente deliciosas, disse Tyler. “Ele tocava coisas tão sombrias e sujas e isso se transformava em uma música”.O cantor disse que ele adotou uma abordagem em duas frentes de assunto na música, falando sobre um orfanato e um bordel, onde ele se coloca no papel de madame e do personagem principal, que agride sexualmente uma garotinha .

“Aquele ‘Quando ela chorou à noite, ninguém veio / E quando ela chorou à noite, ficou louco’ – aqui eu estava pensando em um orfanato quando escrevi essas letras”, disse Tyler. “Eu tentava fazer a melodia chorar como a tristeza sentida quando uma criança é abandonada. Eu fingi conhecer o diretor para entrar na cabeça dele, e o que ouvi foi o tio Salty, que me contou histórias de um bebê solitário.


Adam’s Apple”

Inspirando-se no Gênesis 3 da Bíblia, o “pomo de Adão” faz referência à queda do homem, quando a serpente incentivou Adão e Eva a comer da árvore do conhecimento do bem e do mal. Claro, também há um componente sexual.



Walk this way”

Embora seja mais conhecida por ser a música que ajudou a reerguer o Aerosmith quando eles colaboraram com o Run-DMC para um remake em 1986, a origem de “Walk This Way” é incerta. O riff em si veio de Perry em uma passagem de som em Honolulu, quando a banda estava abrindo para o Guess Who em dezembro de 1974.


“Eu gostava de coisas descoladas, tocava músicas de James Brown ao longo dos anos e, às vezes, ouvia muito os “Meters from New Orleans”, uma das melhores bandas do país, e perguntava: ‘Por que não escrever nossas próprias músicas nesse  estilo? Tyler afirmou que ele inventou a famosa bateria da música  durante a passagem de som de som, pulando atrás do kit antes que o baterista Joey Kramer subisse ao palco.  Tyler criou a batida inicial e Kramer acrescentou seu jeito de tocar a ela. Todos concordaram com o título, que foi retirado de Young Frankenstein de Mel Brooks – um filme que alguns membros da banda foram assistir na Times Square durante uma pausa do estúdio. “Chegamos à parte em que Marty Feldman, como Igor, desce os degraus da plataforma de trem e diz a Gene Wilder: ‘Ande por aqui’, lembrou o baixista Tom Hamilton. Naquela noite, Tyler foi para casa e escreveu a letra em seu caderno. Mas quando ele foi ao estúdio no dia seguinte, deixou o caderno  em um táxi. Devastado e diante dos colegas de banda , Tyler retirou-se  no quarto andar  do estúdio com um lápis na mão, fones de ouvido e escreveu a letra na parede. Era uma história sobre um adolescente descobrindo as meninas.




“Uma das coisas de que mais me orgulho é ‘Walk This Way’, é muito ego e tudo, mas mesmo depois de ler a imprensa sobre Run-DMC e Rick Rubin, ainda acho que a música foi um sucesso e por si só ”, disse Tyler em suas memórias.

Lançada como single no final de agosto de 1975, a música finalmente chegou ao 10º lugar na Billboard Hot 100 em 29 de janeiro de 1977.


"Big Ten Inch Record"

O Aerosmith adquiriu o hábito de gravar covers em seus álbuns, interpretando “Walking the Dog”, de Rufus Thomas, para sua estréia auto-intitulada e “Train Kept A-Rollin ‘”, o clássico de Bradshaw com o qual os Yardbirds mais tarde tornaram famosos. Um amigo de Perry ouvira a canção de blues “Big Ten Inch Record” do início dos anos 50 no programa de rádio do Dr. Demento e enviou-a para ele. A letra requintadamente entoada sobre como deixar uma garota empolgada se encaixa perfeitamente com a propensão de Tyler pelo humor de colegial, bem como seu ego enorme.


Querendo estabelecer um ritmo de boogie-woogie para manter intacto o balanço da música original, Douglas contratou Scott Cushine, um pianista cego conhecido como “Professor Piano” que estava em uma versão inicial de um grupo de Robbie Robertson. Ele também tocou em outra faixa da Toys in the Attic, “No More No More”, e se juntou ao Aerosmith na turnê de apoio ao LP. Uma seção de trompete com os irmãos Michael e Randy Brecker no saxofone e trompete, respectivamente, assim como Stan Bronstein, no sax baixo, completou um som de Big Band.


“Quando se trata de rumores, enquanto estamos no assunto da nobreza fálica, aqui está mais um”, Tyler escreveu em suas memórias. “Eu vim a descobrir, com o passar dos anos, que todo mundo parece pensar que, no meio do ‘Big Ten Inch Record’, eu digo: ‘Chupe minhas grandes dez polegadas’. Não posso lhe dizer de quantas pessoas eu já ouvi isso – engenheiros, produtores, disc jockeys e, é claro, fãs de todo o mundo.



"Sweet Emotion”

Uma das linhas de baixo mais famosas da história do Rock ‘n’ Roll estava no estoque de Tom Hamilton desde o colegial. Ele mostrou uma versão para Tyler durante a produção de Get Your Wings, mas nada aconteceu. Quando chegou perto do fim da gravação de Toys in the Attic, Douglas perguntou se alguém tinha algum riff de reserva, e Hamilton o trouxe. E a parte que soa como maracas, na verdade, é Tyler sacudindo um pacote de açúcar que encontrou em algum lugar do estúdio.


A letra surgiu do desprezo de Tyler pela então namorada de Perry, mais tarde primeira esposa Elyssa, que ele pensava estar afastando o guitarrista da banda quando eles foram morar juntos. “Peguei minha raiva e ciúme e, eventualmente, coloquei em ‘Sweet Emotion’, que apontei diretamente para Elyssa”, disse o cantor em suas memórias : “’você fala sobre coisas que ninguém liga / Você está vestindo coisas que ninguém usa / Chamando meu nome, mas eu tenho que deixar claro / eu não posso te dizer, querida, onde estarei em um ano…”. “Meu ciúme e raiva por inspiração lírica.”


“Olhando para trás, estou realmente agradecido por Joe ter se mudado com Elyssa”, continuou Tyler. “Isso me deu algo para cantar, uma emoção agridoce. Mesmo nos melhores momentos, às vezes não falamos por meses. Em turnê, somos irmãos, almas gêmeas, mas sempre há uma tensão subjacente, interrompida por momentos de êxtase e períodos de pura raiva. ”Lançado como o primeiro single do álbum em maio de 1975, “Sweet Emotion” chegaria ao 36º lugar no Hot 100 em 19 de julho.


"No More, No More"

“No More No More” se destaca por causa de seu arranjo. Perry toca a música em afinação E, mas, de acordo com o guitarrista em suas memórias, a estrutura dela precisava de um solo na afinação tradicional: “Para resolver isso, organizamos a música com um colapso no final, permitindo que eu tocasse a maior parte da música com o violão E-tuned antes de mudar, num piscar de olhos, para um violão totalmente diferente .


” Round and Round “

“Round and Round” é uma das composições mais pesadas e sombrias do catálogo do Aerosmith, embora muitas vezes seja ofuscada por músicas mais acessíveis e populares. Foi co-escrito por Tyler e Whitford, com o último tocando guitarra. É a primeira música pela qual o guitarrista recebeu um crédito de composição.


"You See Me Crying"

A música mais longa e possivelmente mais ambiciosa de Toys in the Attic, “You See Me Crying”, foi arranjada e co-escrita com Don Solomon .

Durante sua turnê de 2009, o Aerosmith conseguiu tocar Toys in the Attic na íntegra apenas uma vez, no Nikon no Jones Beach Theatre em Wantagh, NY. Embora a banda tenha planejado uma turnê em que eles tocariam alguns de seus álbuns na íntegra, foi cancelada após apenas 15 shows quando Tyler caiu de um palco. “You See Me Crying” foi aparentemente o principal ponto de discórdia durante a sua apresentação .


Há rumores de que a música é a música favorita da filha de Tyler ,Liv, mas também é a mais difícil para o vocalista cantar. Ainda assim, quando a atriz solicitou, papai concordou.

“Liv … estou fazendo isso por você, baby”, disse Tyler antes de cantar a faixa naquela noite, a única vez que foi realizada em um show.




Texto escrito por Oswaldo Marques.

Visite o meu canal no Youtube https://www.youtube.com/watch?v=SHlAr9lhpko


Versão traduzida de “Aeorosmith’s Toys In The Attic : A Track by Track Guide”

Link original https://ultimateclassicrock.com/aerosmith-toys-in-the-attic-songs/


SIGA A STAY ROCK BRAZIL:

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon
  • Branca ícone do YouTube
  • White Flickr Icon
  • White Google+ Icon

© Todos os direitos reservados a Rádio Web Stay Rock Brazil