Search

Chaosfear grava versão matadora de "The Toxic Waltz" com Steve 'Zetro' Souza (Exodus)



Os paulistanos do Chaosfear lançaram hoje, nas plataformas tradicionais de streaming, uma versão emblemática de "The Toxic Waltz", da banda americana Exodus, contando com a participação de ninguém mais nem menos que o próprio Steve 'Zetro' Souza, vocalista dos reis gigantes do Thrash Metal da Bay Area, cantando junto com Fernando Boccomino (vocal/guitarra) num dueto monstruoso.


Produzida, mixada e masterizada pelo baixista Marco Nunes, a versão do Chaosfear trouxe todo o peso descomunal e original da faixa para os moldes contemporâneos, dando uma maior extensão e agressividade aos riffs, soando de forma moderna sem perder ou descaracterizar a essência e vitalidade de antigamente. Algumas vocalizações diferentes interpretadas por Steve 'Zetro' Souza trouxeram, também, um charme a mais na nova interpretação desse clássico, pois nenhum dos lados gostaria de repetir o que um dia já foi feito.


Originalmente lançada no clássico álbum "Fabulous Disaster", em 1989, segundo álbum de Steve 'Zetro' Souza com o Exodus, teve seu videoclipe exibido a exaustão, inclusive no Brasil, marcando toda uma geração de maníacos desde então.


Se o Thrash Metal possui marcas registradas, "The Toxic Waltz" é uma delas e, agora, com certeza, marcará não só a carreira do Chaosfear, como também a de seus músicos para sempre.


Em breve, "The Toxic Waltz (featuring Steve 'Zetro' Souza)" contará também com um videoclipe! Fiquem ligados!


Confira "The Toxic Waltz (featuring Steve 'Zetro' Souza)" em:

https://youtu.be/HFdwerP1ngE


"Realizamos um sonho! Desde moleques ficávamos pirando no videoclipe da "The Toxic Waltz". Imagine para uns moleques de 13 e 15 anos assistirem àqueles caras agitando e pulando feito loucos do palco! Era surreal! Poder fazer uma versão dela e contar com a participação do próprio Steve 'Zetro' Souza cantando conosco foi realmente uma 'zerada' na vida. Agradeço muito ao nosso assessor Johnny Z. (JZ Press), por ter nos ajudado nessa empreitada. Stay Metal!", comentou Fernando Boccomino (vocal/guitarra)


"Muito louco! Eu ainda estou me beliscando para ver se é verdade! Nunca imaginei que algo assim fosse acontecer um dia. A música que me fazia ficar agitando com meus amigos, ou mesmo sozinho, e agora poder gravá-la junto com o Zetro, o vocalista original dela, é algo imensurável e sem palavras! Só tenho que agradecer a nossa assessoria pelo excelente trabalho!", comentou Fábio Moysés (bateria)


"Ainda é meio surreal pensar que um dos caras que iniciou o movimento que hoje chamamos de Thrash Metal está ali, berrando conosco a plenos pulmões uma das faixas mais icônicas do estilo. Espero que todos curtam nossa humilde versão! Ah, foda-se, se o Zetro mesmo curtiu, é fato que você irá também (risos)!", comentou Marco Nunes (baixo/produção)


"O Exodus é uma banda que influenciou, e ainda influencia, praticamente todos no Chaosfear e uma gigantesca parcela de headbangers. O vídeo da "The Toxic Waltz" era exatamente o que a gente queria fazer, "bangear" e dar uns "stage diving". Aí, de repente, você tem a oportunidade de gravar essa mesma música e conta com um dos donos da parada, nos vocais... Muito surreal, só faltou o Gary Holt (risos). Sem nossa assessoria não teríamos conseguido isso nem muita coisa que conquistamos", comentou Eduardo Boccomino (guitarra solo)


"Sounds great!!! I tried to add some diffenrt spices to my voice and it ended up with more current flavor! I'm glad I could be part of Chaosfear guys' dream and it was actually fun singing the song in studio 31 years later again. I really dig this! Good job and good luck guys! Chaosfear and Zetrodus!", comentou Steve 'Zetro' Souza (vocal/Exodus)


O mais recente álbum completo de estúdio do Chaosfear, “Be The Light In Dark Days”, foi lançado em junho e conta com 7 faixas densas e melancólicas, alternando passagens ora sombrias e cadenciadas, ora velozes e cheias de 'punch', com uma produção robusta e moderna, dando ênfase ao mais puro peso do Thrash Metal contemporâneo. As palhetadas abafadas, riffs em profusão, agressividade e brutalidade ímpar se elevaram de tal forma que a zona de conforto dentro da banda já não era uma opção.


Confira “Be The Light In Dark Days” em:

Spotify: https://spoti.fi/3hjifxd

YouTube Music: https://bit.ly/3cNc94Q


Confira o videoclipe de “From No Past” em:

https://youtu.be/22lqX5iQKM4