Search

Há 35 anos, o Heart brilhou no mainstream com seu álbum repleto de hits.

Updated: Aug 3



Quando 1984 chegou, o Heart estava em uma séria encruzilhada na carreira. A banda foi removida de sua gravadora anterior após a performance decepcionante de "Passionworks", de 1983. Embora o Heart ainda fosse popular nos círculos do Rock, as mudanças de formação e as tendências musicais mudaram a carreira deles.


Felizmente, a Capitol Records entrou em cena e queria assinar contrato com a banda, embora este novo contrato tenha sido estipulado em termos estritos, de acordo com Ron Nevison, que acabou produzindo o primeiro álbum da banda na gravadora , “Heart” de 1985.

De acordo com o contrato com a Capitol, entre outras coisas, a banda teria que usar compositores externos, algo que Ann e Nancy Wilson sempre evitaram. Sue Ennis , parceira de composição da banda,diz:


"Uma grande máquina estava começando a funcionar em nome do Heart, e acho que Ann e Nancy sentiram-se em conflito por isso. Por um lado, elas estavam felizes por estar de volta ao jogo, mas, à medida que o processo prosseguia, ficou claro que muitas das decisões tomadas sobre como comercializá-las estavam sendo tomadas por outros ".

Isso entraria em cena mais tarde, quando o Heart fez vídeos para essas novas músicas. Mas o processo de montagem do álbum não foi tão draconiano, como Nevison lembra :


"Quando ouvi pela primeira vez as demos autoescritas de Heart para o álbum, enquanto eu achava que elas tinham um ótimo material, eu simplesmente não tinha certeza dos singles", diz ele. "Ouvi primeiro o que eles tinham e o que faltava e depois comecei a preencher as lacunas. Eu não saí procurando músicas para eles até determinar o que eles tinham".

Entre as músicas escritas por Heart que finalmente entraram no álbum está "The Wolf", um Hard Rock feroz.





Nevison foi parte integrante da escolha das músicas. O produtor diz que encontrou a chamativa e pesada "If Looks Could Kill" na mesa do presidente da gravadora e a agarrou para o Heart ( antes que Tina Turner pudesse gravá-la ). "These Dreams" foi descoberta através de seu gerente Michael Lippman, que também gerenciava o parceiro de composição de Elton John, Bernie Taupin.





"These Dreams" acabou tornando-se o primeiro single número 1 do Heart, apesar de Nevison imaginar que seria apenas mais uma faixa do álbum. No entanto, o sucesso de "What About Love" e "Never" - que alcançaram as posições 10 e 4, respectivamente, na Billboard Hot 100 - fez com que a música fosse lançada como single. Aos olhos de Nevison, foi um golpe infalível:


"Nunca esquecerei que estava de férias no Havaí", diz ele. "Era uma manhã típica de terça-feira em que você descobria quantas estações de rádio tinha. Naqueles dias, você ligava para a gravadora ou o gerente e havia, tipo, 123 estações de CHR [hard rock contemporâneo] que adicionavam “These Dreams”, 'então eu soube naquela manhã que seria um single do Top 5 ".

Essa música, em particular, continua sendo um item básico do set list do Heart, embora uma de suas características mais definidoras, o vocal levemente imperfeito de Nancy, tenha surgido acidentalmente, Nevison disse ao Ultimate Classic Rock. "Quando gravamos a música, ela estava resfriada ou estava lutando com a coisa toda", diz ele.

"Depois tivemos uma pausa para o Natal e ela voltou e disse: 'Minha mãe diz que minha voz está estridente - você pode consertar isso?' Eu disse: 'Oh não, por favor - isso é emoção e é muito bom!' Eu a convenci a mantê-lo. "




Impulsionada por esses grandes singles, Heart vendeu mais de cinco milhões de cópias. Ter esse sucesso foi agridoce para a banda:. Embora o Heart certamente tenha gravado seu próprio material baseado no material de outras pessoas - como Ennis colocou em Heart: In the Studio ", Ann havia cantado sua parte de covers ao longo dos anos em bandas de bar, então ela era capaz de tocar qualquer música, dedicar-se a ela e criar a sua própria "- ainda era difícil de tocar, tendo grandes sucessos com as palavras de outras pessoas.


Falando à Rolling Stone em 2012, Ann Wilson foi franca sobre o quão "desconfortável" a gravação tornou-se nos anos 80.

"A música ficou menos compreensível após a nova era da MTV. Você não deveria ser outra coisa senão uma estrela Pop, para não ir mais fundo do que isso. Foi realmente estranho. Foi sufocante, em termos de imagem . É por isso que Nancy e eu nos sentimos tão sufocadas, mas esse é o nosso maior sucesso comercial. É assim que acontece quando você vende milhões de registros, mas você está morrendo por dentro ".




O Heart perseverou durante esse tempo e, eventualmente, conseguiu recuperar seu status de deusas compositoras, enquanto hoje, nos shows, eles abraçam totalmente as músicas do álbum “Heart” como "What About Love" e "These Dreams".



Texto escrito por Oswaldo Marques

Facebook: https://www.facebook.com/oswaldo5150/

site : https://questionassom.com/blog-feed/

Instagram : @oswaldoguitar

Versão traduzida de matéria da Ultimate Classic Guitar. Link original https://ultimateclassicrock.com/heart-1985-album/

SIGA A STAY ROCK BRAZIL:

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon
  • Branca ícone do YouTube
  • White Flickr Icon
  • White Google+ Icon

© Todos os direitos reservados a Rádio Web Stay Rock Brazil