Search

A ousadia do Van Halen com o álbum "1984"




No início dos anos 80, sintetizadores e teclados dentro do reino do Heavy Metal e Hard Rock eram um grande tabu. Claro, alguns artistas conseguiram escapar (Deep Purple, UFO e Ozzy vêm à mente), mas na maior parte, sintetizadores remetiam à New Wave e música Pop em geral.


Mas uma banda ousada o suficiente para infundir sintetizadores em seu som de megadecibéis mudou tudo isso e mudou a direção do Hard Rock . Claro, estamos falando sobre o Van Halen e sua obra-prima "1984".


Voltando no tempo, em 1983, o Van Halen - ainda composto pela formação clássica de David Lee Roth, Eddie Van Halen, Michael Anthony e Alex Van Halen - já era uma das principais bandas de Rock do mundo.


No entanto, seu último álbum, Diver Down de 1982, foi um trabalho urgente. Um single, no início de 1982, um cover de "Oh, Pretty Woman" de Roy Orbison, foi um sucesso tão surpreendente que a gravadora queria um álbum completo para lucrar com sua a idéia de gravar covers. O resultado foi um álbum que incluiu essa faixa, além de um monte de outras canções cover .






Esta não foi a primeira vez que VH trabalhou em um ritmo acelerado no estúdio (seu álbum de estreia autointitulado de 1978 levou apenas duas semanas para ser concluído). Mas o grupo fez questão de aproveitar seu tempo com o que viria a ser o próximo álbum de estúdio . E a principal razão pela qual eles puderam fazer isso foi porque este seria o primeiro álbum que eles gravaram inteiramente no 5150 Studios recentemente construído da EVH, em Studio City, Califórnia (e mais uma vez, supervisionado pelo produtor Ted Templeman).


Ao contrário de Diver Down, 1984 (intitulado como tal em referência ao ano em que foi lançado, e também, uma homenagem ao famoso romance , de George Orwell) possuia canções originais da bada. E enquanto a presença de sintetizadores era inegável, o que no final das contas não fez com que isso fosse tão grande coisa entre seus seguidores roqueiros foi que eles não foram usados ​​em todas as músicas sangrentas (na verdade, apenas em três - a faixa-título instrumental, "Jump" e "I 'll Wait ”), e o resto do álbum não tinha teclados (“ Panama ”,“ Top Jimmy ”,“ Drop Dead Legs ”,“ Hot for Teacher ”,“ Girl Gone Bad ”e“ House of Pain ”), resultando em seu melhor disco desde sua estreia em1978.




Lançado em 9 de janeiro de 1984, o álbum disparou na Billboard 200 para a posição #2, enquanto "Jump" chegaria ao topo da Billboard Hot 100. A razão para tal sucesso logo de cara foi dupla - primeiro, "Jump" apresentava um videoclipe incrivelmente popular que a MTV transmitiu sem parar e, em segundo lugar, o solo de EVH em "Beat It" de Michael Jackson um ano antes chamou a atenção dos fãs Pop, o que resultou em um aumento maciço de potenciais compradores de discos do VH.






Outros artistas de Rock tomaram nota da receita do Van Halen para o sucesso em 1984. Caso em questão, uma nova safra de bandas abraçando sintetizadores e marcando sucessos ("Turn Up the Radio" do Autograph, "Call to the Heart" de Giuffria, "The Final Countdown ”etc.), embora atos veteranos não normalmente associados a sintetizadores também mergulhassem nesse som (Turbo do Judas Priest, Somewhere in Time do Iron Maiden, Kiss 'Crazy Nights, etc.).



Em vez de começar a trabalhar imediatamente em um seguimento para 1984, Roth, em 1985 , optou por lançar um EP de 4 canções com covers (Crazy from the Heat), e planejou fazer um filme. Os outros membros do VH se opuseram a isso e, em meados do mesmo ano, o mundo do rock ficou chocado ao saber que Roth havia deixado o grupo.




O filme planejado de Roth nunca se materializou, mas ele montou uma banda solo incrível com Steve Vai, Billy Sheehan e Gregg Bissonette, enquanto VH recrutou Sammy Hagar como o substituto de Roth. Ambas as bandas lançaram álbuns de grande sucesso em 1986 - Eat ‘Em and Smile" e o 5150.


O álbum1984 continua sendo uma das maiores conquistas do Van Halen, e os números não mentem - na última contagem, o álbum foi certificado como Diamante pela RIAA por 10 milhões de cópias vendidas apenas nos Estados Unidos.


versão traduzida de https://consequence.net/2019/01/van-halen-1984-album-anniversary/?fbclid=IwAR2P59ikTLXbhkw8IJ_PUt48_Rw55QBkVisJkXYMxy2p6BsAqMkIBpVPlOg


Tradutor: Oswaldo Marques

https://www.instagram.com/oswaldoguitar/